Dia Mundial da Infãncia- 21-03-2019

21/03/2019 17:51

A Estória do Tio João  no Dia Mundial da Infância 21-03-2019- Homenagem aos meus netos Lara, gabriel e Joauim e aos meus sobrinhos netos Artur e Aurora.

                                                       

        Na rua do Jacaré perto de Alexandrina, cinco crianças brincavam na pracinha do bairro, Gabriel, Lara, Joaquim, Artur e Aurora.

        Era um tal de jogar a bola para um e para outro, quem não pegava a bola, devia dar dois passos atrás e assim a brincadeira continuou, quando um apito tocou assustando a gurizada.

        Nada mais e nada menos, era o tio João morador da última casa do bairro.

        O apito quando é tocado pelo tio João é hora de parar a brincadeira e colher pitangas, goiabas e tangerina no pomar do velho amigo, que pronto sempre estava para mais uma Contação de estórias. Sem falar da cachorrinha Lili que brincava com todos, dando um suador na gurizada.

        Tio João saiu do carro e com um pacote de biscoitos da vovó Carminha se dirigiu para os fundos de sua casa, pois o pomar era o ambiente adorado pelas crianças e pelas mamães para fazer sempre um piquenique.

        Tio João sentou na sua cadeira preferida e esperou a criançada chegar.

        Gabriel com sua gaita de boca, tocava uma música da escola, Lara batia palmas e Joaquim cantava baixinho, Artur e Aurora assobiavam alto deixando o coração do tio João voltar ao seu passado. E, com seus botões pensava: Eu também tive um tio que gostava de reunir as crianças do bairro e era muito legal. Eram brincadeiras, estórias, pula- pulas, bolas, petecas e frutas gostosas do pomar da vovó Carminha.

        Tio João enxugou uma lágrima percebida pela pequena Aurora.

- Tio João, vc está triste?

- Não. Não, respondeu tio João. E, chamando as crianças para si, abraçando a pequena Aurora, comentou:

-Vocês, quando chegaram no portão com toda esta cantoria, me deram saudades do meu tempo de criança e começou a contar estórias que as crianças adoravam. Eram estória do perna de pau; da carochinha que se perdeu no shopping; a banda da polícia em dia de vento sul; do bolo de fubá abocanhado pela cachorrinha; a fita vermelha encontrada pela coruja no muro do colégio e as tranças da Chiquinha lavadas com tinta azul. Eram tantas estórias que daria para alegrar muitas crianças.

-Minhas crianças queridas, hoje comemoramos o dia mundial da infância e vendo vocês brincando, contando estórias uma para outra chego a perguntar:

- Ah se todas as crianças do nosso Brasil tivessem esta oportunidade que você tem, de brincar na calçada, no parquinho, de bola atrás e pra frente, de pula-pula, de peteca, de esconde-esconde. E pensando nisso, vamos brincar, vamos brincar.

- Cada um leva um saquinho e vamos ver quem pega mais frutas no pomar.

E pegando a gaita de boca do Gabriel começou a tocar a canção “Se esta rua fosse minha”.

A tarde caia e o som da gaita percorria toda a rua e as mamães nas janelas contentes observavam seus filhos a brincar maravilhosamente um com o outro. E no ar ficava o pensamento do tio João:

- Ah se todas as crianças do nosso Brasil tivessem esta oportunidade que vc tem, de brincar na calçada, no parquinho, de bola atrás e pra frente, de pula-pula, de peteca, de esconde-esconde e até o papai e a mamãe brincavam também.

E assim termina mais um estória do tio João.

                                                         

 

 

Contato

Vera De Barcellos vera.de.barcellos@gmail.com