Poemas e poesias espirituais

 

                            Uma nova terra, um novo chão!

         Uma nova terra,

         Um novo som...

         Em diferentes instrumentos...

         Quem irá toca-los?

         Num rítmo , que não é o meu !

         Será o teu?

         Como o sol adormece,

         Num crepúsculo encantador...

Penso no meu mar, seu salitre seus azuis.

No seu frescor, seuas ondas a dançarr...

         Penso na minha terra, que deixei...

         Por lá alguém!

         Uma nova terra... Um novo chão...

         Meu novo desabrochar...

 

Vera De Barcellos

                                      ----------0----------

                                      Encantos ...

Impíricos encantos

Onde as nesgas do sono,

Merecem descansar...

                   É o embalo do vento

                   Que acalenta a saudade...

                   É o borbulhar das águas

                   Debruçadas no verão,

                   Que querem me consolar!

                   É um novo caminho, que circunda.

                   Ou são as nesgas do passado,

                   Que me consolarão?

Não sei...

Levo o meu dedilhar

Nas músicas poéticas

Que só eu, sei o rítmo.

Que só eu, sei cantar!

Talvez...

             Trêmula

             Frugaz

              Até o meu coração cansar...

             É o reflexo do sol

             No entardecer dos  sonhos, daquele inverno,

             Só nosso... Só nosso!                           

 

Vera De Barcellos

                                               ----------0----------                                      

                                      Páginas!

         Vire as páginas soltas

         De tuas lembranças tristes...

                            Olhe o céu,

                            Veja a última estrela da noite passada

                            Que dá lugar

                            Ao sol que já naceu!

         Veja no horizonte novo

         De cada dia...

         As cores belas que surgirão...

         Não é o encanto de tua alma

         Que brilha feliz

         Em cada amanhecer? 

         Vire as páginas soltas

         De tuas lembranças tristes,

         E viva feliz ...  em cada aurora

         Um arco-iris desperta teu sonho

         De criança crescida...

Vera De Barcellos

                                               ----------0---------- 

 

 

 

 

 

 

 

 

Contato

Vera De Barcellos vera.de.barcellos@gmail.com