Bem-vindo!

 
 
A Música Cartelo Azul em fundo musical neste site é de minha autoria e criação em  homenagem  a obra literária  Castelo Azul do  escritor Roberto Rodrigues de Menezes na qual sou a escritora que apresenta o prefácio desta obra, de grande magnitude.
 

 

Apresentação Vera De Barcellos

da obra “Castelo Azul”

de autoria de  Roberto Rodrigues de Menezes

Janeiro de 2012

Florianópolis- Santa Catarina

 

Esta belíssima obra literária “Castelo Azul“ de autoria do escritor e poeta Roberto Rodrigues de Menezes, oferece ao leitor um roteiro sutilizado, onde o espírito a preside, a sensibilidade translúcida permanece iluminando cada página de forma sutil e elaborada, o céu emoldurado em anil, as estrelas a brilhar e um sentimento amoroso com toda a natureza se apresenta em nosso viver preenchendo nossos corações e ampliando nossos pensares.

Roberto Rodrigues de Menezes, escritor de outras obras, A Profana Comédia (1999), Vem e segue-me (2008), Ao correr da Vida (2010), Rememórias (2011) e presenteia-nos agora com a menina de seus olhos poéticos “Castelo Azul”

Fiquei a pensar como apresentar aos leitores, os haicais, trovas, cordel, quadrinhas, sétimas, oitavas e os sonetos, de uma forma precisa e clara contida nesta obra “Castelo Azul”.

Em cada página fui conhecendo um pouco da alma poética de Roberto, presenteando-nos a sublimidade de sua alma criativa e a sensibilidade de suas inspirações literárias.

Nossos pensares desdobram-se em um arco-íris vagando pelo espaço sideral levando aos nossos corações a beleza literária de Roberto, quando a nossa alma canta a mais bela canção à natureza.

Passando por cada página, vamos relembrando os nossos caminhos, a estação da saudade, a jornada longa e perfeita, a grandiosidade espiritual e a força dinamicamente literária tão bem apresentada em cada página desta obra.

A espontaneidade literária do autor expressa nas homenagens a outros escritores nossa musa querida, confreira que muito valorizou a nossa Academia São José de Letras, Sra. Zoraida Hostermann Guimarães, nos levam a quietude dos jardins floridos nas pracinhas de São José.

A homenagem a nossa confreira Osmarina de Souza, nossa representante em importantes eventos literários em Santa Catarina.

No “Anjo Solidão” título da nossa querida confreira Telma Lúcia Faria, quanta beleza poética, quanta sensibilidade e ao mesmo tempo triste pensar: Tens algo que me dê felicidade?

A bela homenagem a Nilson Mello e dona Santa, ele escritor de obras infantis em “O contador de histórias”, exemplo de quietude, olhos declamados em luz e fraternidade.

Ah! Não poderia deixar de comentar a homenagem ao seu pai Simeão, lindos sentimentos de gratidão. Quando a Santíssima Família em suas idas e vindas em Nazaré, Jesus, José e Maria portam-se como exemplo fiel das graças oriundas do Pai, exemplo fiel de unidade, de paz e de Amor Universal.

“Amor Materno” homenageando sua mãe, quando em dedicadas sintonias buscava na luminosidade das estrelas e no encantamento do perfumes das flores o amor da Virgem santa por Jesus, dedicando-se aos seus queridos filhos.

Em “A Sogra” um lindo soneto, abençoando cada curva da estrada apresentando a bondade e a felicidade rodeada por todos e onde estiver com o seu amado, em plenitude angelical

Roberto de Menezes em “O canto dos Reis”, com perfumes de incenso e mirra, ofertório das labutas do povo prometido, apresenta a Família Santa, a Anunciação, o Sim, o Encontro e o Nascimento com singeleza, deixando-nos comovidos e ao mesmo tempo curiosos ao folhear mais uma página deste encanto literário. A profecia se manifesta.

A apresentação das cantorias e dos ternos de reis, do Santo Amaro, do Ano Novo, enaltecendo São Sebastião e a Bandeira do Divino, quando Roberto  busca a tradição tanto da Ilha de Santa Catarina quanto de seus arredores, que cumprem seu calendário no decorrer do ano novo, tocará alegremente os corações dos leitores as tradições portuguesas deste pedacinho de Terra e Sol.

“Castelo Azul” torna-se um castelo de lembranças que perpassa o coração de cada um, o marulhar do mar, o azul do céu, a jornada pelo verde das matas, as lagoas rendadas, as madrugadas e a dama princesa da lua que brinca de amarelinha.

As praias da Ilha querida de Cruz e Sousa, os coqueiros e as palmeiras dançantes de Araújo Figueredo, o verde chão da ramada, o peixe e o cuscuz do Campeche, as praias das Enseadas e o Morro Sagrado, não se esquecendo dos contornos aveludados dos seus morros, aurora adormecida, a ponte e suas baias, praias cantigadas de saudades do que já foram, neste pedacinho de terra, poema de amor à Ilha.

A pérola amanheceu desperta nesta manhã primaveril quando Roberto Rodrigues de Menezes em sintonia com as forças angelicais pauta em linhas harmoniosas e iluminativas “Maria do céu e Maria da Terra”, orações clarividentes de sabedoria e de expansão espiritual.

Parabéns Roberto, os ensinamentos são para todos.

Finalizando esta maravilhosa obra literária, Roberto nos apresenta dadivosamente seus sonetos em “Amor Materno”, “A escola e o livro”, “Paradoxo”, ”Meu neto Augusto”, “Missa do Divino” e muitos outros. Todos imbuídos em uma sensibilidade que nos faz transpassar o próprio tempo  e mergulharmos em sua descritiva literária.

Parabéns Roberto, mais uma vez, desejamos que as Hostes Celestiais estejam sempre contigo e que muitas outras obras possam ser tão belas quanto esta, para ampliarmos nossa visão interior sentindo-nos mais completos como seres que somos ao deliciarmo-nos mais um pouco da riqueza de sua inspiração transcendental.

A matéria prima do poeta é a palavra, assim como o escultor extrai a forma na argila ou num bloco de pedras, a escrita tem toda a liberdade para manipular as palavras e a sensibilidade do poeta é vibrar na mais alta nota de sua sinfonia interior como tão bem nos apresenta Roberto Rodrigues de Menezes na presente obra literária “Castelo Azul”.

Deliciamo-nos.

 

Vera De Barcellos

 

 

 

 
 
 

Biografia Cultural

 

VERA REGINA DA SILVA DE BARCELLOS denomina-se Vera De Barcellos nome profissional cultural, nasceu em Florianópolis, capital de Santa Catarina, em 17 de fevereiro de 1948.

Dos sete aos quatorze anos iniciou seus estudos de pianos com os professores: Dona Rosa Maria Becker (1955 – 1958) , com Professor Freisleben  ( 1959- 1963) , com a professora Ligia Ligok (1963-1964) , com Marlilene (1964-1966) em Florianópolis- SC

            Aos doze anos de idade foi colocando no papel a sensibilidade de sua alma e hoje conta com dezenas de obras a serem lançadas.

            Suas atividades literárias profissionais aconteceram em 1996, quando começou a participar de entidades literárias em Santa Catarina.

            Atualmente é acadêmica da Academia São José de Letras, da Academia de Letras de Biguaçu e acadêmica fundadora da Academia Desterrense de Letras, todas catarinense, mantém o título de neo acadêmica da  Academia Brasileira de Poesia de  Petrópolis- Rio de Janeiro, da Academia de Letras e Artes de Goiás e da academia Municipalista do Estado Do Rio Grande do Sul e membro titular e Delegada Regional do Clube dos Escritores de Piracicaba em São Paulo e de outras Casas Literárias nacionais.

            Editou em 1997 duas obras literárias “ Na luz ... a dor da saudade tua (poesias e poemas em segunda edição) e Cores poéticas em teu coração (quarta edição) e um DVD poético que acompanha suas apresentações literária e artística. Em março de 2005 lançou a obra infantil “ A ratinha orgulhosa e a solidariedade” em BH-MG, como coautora e em 2013 apresentou o Kit cultural comemorando 150 anos de João da Cruz e Sousa, constando de uma obra literária simbolista, um  álbum CDs com 10 músicas de sua execução e composição  e um álbum de partitura, no prelo.

            Em seu acervo literário mantém oitenta e seis  (86) obras antológicas e colabora com sessenta e cinco jornais, revistas e boletins literários que compõe uma coletânea de quatro volumes em acervo nas Academias de Letras..

Participante de concursos literários contando hoje com  prêmio e troféu  em primeiro lugar (1997) e terceiro lugar ( 1999), Menção Honrosa, Honra ao Mérito, classificação por Destaque e outras honrarias  de nível nacional

            Em 23 de abril de 2002, em Sessão Solene, recebeu da Câmara Municipal de São José em Santa Catarina, a Comenda Mérito Cultural Josefense, em 18 de novembro de 2003 recebeu o Diploma do Mérito Consciência Cidadã em Brasília, Distrito Federal, e o troféu Cruz e Sousa  pela Academia Desterrense de Letras de Florianópolis- SC e em 2010  recebeu o Colar do Mérito Literário Haldmunt Nobre Ferraz do Clube dos Escritores de Piracicaba- SP. E, em 2013 recebeu o colar Poeta Célio G. da Silva,  mérito literária da Academia de Letras do Brasil/SC.

            Mantém até a presente data trinta e cinco (35) obras  literárias registradas na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

            Através de sua aptidão artística musical seu acervo consta de centenas de disco-cd’s, composições em estilo neoclássico e new age, todas em álbum de partituras, e com cada título um poema Haicai.

            No momento, está no prelo a coleção de sete CDs intitulados: Alameda dos Sonhos,  Música para a alma,  Eternidade, Ponte para o encontro, Estrela guia, A paz que ilumina a vida e Lapidário da magia.

            Seu acervo em artes plásticas consta com centenas de obras diversificadas em técnicas: óleo, pastel seco e oleoso, grafite, crayon  e nanquim e em diferentes estilos: rostos, abstrato, flores, piramidais , cubismo e outras técnicas de sua autoria, que farão parte do acervo da uma futura instituição cultural. Dezenas de exposições nacionais constam em seu currículo artístico como também dezesseis exposições individuais, em espaços norte americanos.

             Como fotógrafa amadora, mantém centenas de fotos das cidades históricas mineiras como também de flores, jardins, casarões e portões antigos, rios, mares e lagoas. Cada fotografia em particular contém um pensamento da escritora. Seus passos seguem seu olho clínico captando a beleza por onde passa.

            Assim é Vera de Barcellos, uma mente sempre em atividade, compondo, elaborando e criando, sempre dando vazão a sua criatividade intuitiva e espontaneidade artística.

 

 

 

 

Notícias

03/12/2014 23:39
No início da tarde de hoje tive o prazer de visitar a Deputada Dirce Heiderscheidt, acompanhado da...
12/11/2014 10:09
     ANTOLOGIA 16 Filemon F. Martins   Acaba de ser lançada em PORTO DAS...
01/10/2014 14:21
Casarão e Engenho dos Andrade Responsável: Cláudio e Neri Andrade Caminho dos Açores,...
<< 1 | 2 | 3 | 4

Contato

Vera De Barcellos vera.de.barcellos@gmail.com